FRANCO ALBINI | ITÁLIA

Nascido em 1905, em 1916 mudou-se com a família para Milão, onde se formou em Arquitetura no Politécnico (1929) e passou a trabalhar no escritório de Gio Ponti e Emilio Lancia. Em 1931 abre o seu próprio atelier profissional, no qual se associa Franca Helg e depois Antonio Piva. 

Desde 1949 lecionou nas Universidades de Veneza, Torino e Milão. Foi membro do CIAM (Congresso Internazionale di Architettura Moderna) e do INU (Istituto Nazionale di Urbanistica), acadêmico de S. Luca, sócio honorário do AIA (American Institute of Architects) e membro do Scientific Institute do CNR.


Ele participou de vários congressos, conferências e comissões internacionais sobre o tema do planejamento de museus modernos. 

Depois da guerra, preocupou-se principalmente com a instalação de museus e do setor de transporte público, arquivando, entre outros, com a Franca Helg, as estações da Linha 1 da Metropolitana Milanese – estações de metrô (Compasso d’Oro 1964).